The Rise and Fall of Feer

Fernanda. Entre para o mundo de imaginação aqui. Sinta-se a vontade para ver meus textos. Aqui não é meu tumblr oficial, quer saber mais? Leia o About. Beijos, Beijos.

InícioPerfil Ask me




Página 1 de 10 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »

Theme desenvolvido por Beatriz Favato
As pessoas não entendem meu jeito de ser. Não é por nada, mas porque vocês enchergam só um lado das coisas? Já pensaram em enchergar o meu lado? Ele pode ser totalmente diferente, ou nem tanto. Porque ainda continuam me julgando, sem saber o que eu passo? O que eu sou para vocês? O que eu sinto? O que eu demonstro? Certamete ninguém irá responder essas minhas perguntas totalmente idiotas, mas eu queria do fundo do meu coração pedir a vocês para que tivessem calma comigo, o que eu passo não é moleza! E sim, eu entendo vocês! Sei que todos os seres humanos têm problemas, mas eu só quero um pouco de Paz! Eu não consigo mais ser feliz, a dias estou andando com sorrisos falsos, para fingir estar bem! Estou magoando pessoas por estar magoada! Tem muitos que não merecem ler isso, e tem outros que não vão ler por preguiça, mas eu só quero dizer uma coisa: EU CANSEI DE SER JULGADA POR PESSOAS QUE NÃO SABEM O QUE EU PASSO, SINTO E PENSO. E se você quer saber, eu estou me estressando demais ultimamente, que não aguento nem mais um bom dia da minha mãe ao acordar! As pessoas falam mal de mim por eu não saber o que é o amor, ou por eu simplismente não amar! Outras falam mal de mim por eu não saber uma matéria escolar! O que vocês pensam que eu sou? Um brinquedo? Pois eu vou logo avisando: EU NÃO SOU UM BRINQUEDO, E TENHO SENTIMENTOS! Eu posso não amar, mas eu tenho um coração! Eu posso ser um monstro, mas eu tenho sentimentos! O que vocês querem tirar de mim? Minha alegria já conseguiram, minha felicidade também. Eu entrei no tumblr, porque eu achei que eu iria encontrar pessoas que se sentissem como eu, que me ajudariam em meus problemas, tanto quanto eu as ajudaria. Mas quando eu chego aqui eu encontro pessoas cruéis, que só pensam em si. Vocês realmente me decepcionaram, e conseguiram me fazer chorar. Como qualquer outro ser humano, eu também erro! Todos erram, vamos assumir nossos erros! Vamos parar com essa babozeira de ser peifeito, pois NINGUÉM é PERFEITO. Eu não estou aqui para agradar ninguém, mas pelo amor né, sem julgamentos! Que fique bem claro, cansei de ser idiota. Se querem me julgar, julgados também serão. Olho por olho, dente por dente.

As pessoas não entendem meu jeito de ser. Não é por nada, mas porque vocês enchergam só um lado das coisas? Já pensaram em enchergar o meu lado? Ele pode ser totalmente diferente, ou nem tanto. Porque ainda continuam me julgando, sem saber o que eu passo? O que eu sou para vocês? O que eu sinto? O que eu demonstro? Certamete ninguém irá responder essas minhas perguntas totalmente idiotas, mas eu queria do fundo do meu coração pedir a vocês para que tivessem calma comigo, o que eu passo não é moleza! E sim, eu entendo vocês! Sei que todos os seres humanos têm problemas, mas eu só quero um pouco de Paz! Eu não consigo mais ser feliz, a dias estou andando com sorrisos falsos, para fingir estar bem! Estou magoando pessoas por estar magoada! Tem muitos que não merecem ler isso, e tem outros que não vão ler por preguiça, mas eu só quero dizer uma coisa: EU CANSEI DE SER JULGADA POR PESSOAS QUE NÃO SABEM O QUE EU PASSO, SINTO E PENSO. E se você quer saber, eu estou me estressando demais ultimamente, que não aguento nem mais um bom dia da minha mãe ao acordar! As pessoas falam mal de mim por eu não saber o que é o amor, ou por eu simplismente não amar! Outras falam mal de mim por eu não saber uma matéria escolar! O que vocês pensam que eu sou? Um brinquedo? Pois eu vou logo avisando: EU NÃO SOU UM BRINQUEDO, E TENHO SENTIMENTOS! Eu posso não amar, mas eu tenho um coração! Eu posso ser um monstro, mas eu tenho sentimentos! O que vocês querem tirar de mim? Minha alegria já conseguiram, minha felicidade também. Eu entrei no tumblr, porque eu achei que eu iria encontrar pessoas que se sentissem como eu, que me ajudariam em meus problemas, tanto quanto eu as ajudaria. Mas quando eu chego aqui eu encontro pessoas cruéis, que só pensam em si. Vocês realmente me decepcionaram, e conseguiram me fazer chorar. Como qualquer outro ser humano, eu também erro! Todos erram, vamos assumir nossos erros! Vamos parar com essa babozeira de ser peifeito, pois NINGUÉM é PERFEITO. Eu não estou aqui para agradar ninguém, mas pelo amor né, sem julgamentos! Que fique bem claro, cansei de ser idiota. Se querem me julgar, julgados também serão. Olho por olho, dente por dente.



Não preciso dizer nada, não é? Você aparece depois de meses, acha que não aconteceu nada comigo, pensa só em ti e acha que tudo está normal. Sabe, tanto como você, eu tenho os mais puros e belos sentimentos. Também sei sofrer! Não me importo com o que você diz, mas nada vai mudar minha opnião! Você foi de ótimo para péssimo, como acha que eu me sinto? Bem? Não, eu me sinto arrazada, destruída, completamente perdida em um mar de ilusões. E você, como se sente? Se sente bem, né? Vendo eu desse jeito. O quanto que eu sofri por você, agora vejo que cada lágrima minha não valia nada.

Não preciso dizer nada, não é? Você aparece depois de meses, acha que não aconteceu nada comigo, pensa só em ti e acha que tudo está normal. Sabe, tanto como você, eu tenho os mais puros e belos sentimentos. Também sei sofrer! Não me importo com o que você diz, mas nada vai mudar minha opnião! Você foi de ótimo para péssimo, como acha que eu me sinto? Bem? Não, eu me sinto arrazada, destruída, completamente perdida em um mar de ilusões. E você, como se sente? Se sente bem, né? Vendo eu desse jeito. O quanto que eu sofri por você, agora vejo que cada lágrima minha não valia nada.



Para ser feliz, vale tudo. 

Para ser feliz, vale tudo. 



osminonumpira: Letícia 12,descreva meu fuuturo SUHAHUSHUAHUSHUAUHSHUUA

Amr, isso é no outro tumblr e_e



sonhos-monocromaticos: seguindo segue de volta?*--*

Não sigo ninguém aqui, bgs; 



E algum dia você já chorou por amar?

E algum dia você já chorou por amar?



E se eu disser que não sou apenas outros de seus brinquedos?                  (Foo Fighters)

E se eu disser que não sou apenas outros de seus brinquedos?                  (Foo Fighters)



- Em um mundo sombrio e arrepiante, nascem criaturas escrotas e… – algo interrompia Alyss.
- Chega! Você não tem começos bons em redação. – dizia Nicholas, seu amigo.
- Mas o final é surpreendente.
- Concordo. – ele sorria – Continuamo sisso amanhã.
  Alyss retribuiu o sorriso forçado, logo o desmanchando. Ela queria continuar, mas Nicholas sempre a atrapalhava quando estavas escrevendo.
O Sinal bateu,  e os dois amigos sairão em direção a saida.
- Vai treinar hoje? Nicholas segurava a mão da garota, sorrindo.
- Vou. Quer ir junto?
- Claro!
Os dois seguiram em frente, chegando a um ginásio. Ele era bem diferente, havia várias caixas e era pouco movimentado.
A garota retirou seu colar de prata, que logo virou uma foice. O garoto, somente a encarava, sorrindo sarcasticamente.
Alyss saiu correndo atrás de Nicholas, que a prendeu em uma esfera de água. Eles estavam lutando.
Golpes e golpes iam se matando por completo. Até que Alyss parou, exausta.  Nichols parou na frente dela, esticando seus braços. A garota caiu em seus braços, desmaiada. Ele a colocou deitada em uma caixa, e logo se sentou ao seu lado, fazendo carinhos em seus longos cabelos castanhos.
- Você venceu hoje. – Ela dizia, fracamente.
- Você que venceu, superou a dor e resistiu em… 75 minutos.
- SÓ?!?!?! – ela dizia inconformada, faltando o ar.
- Só. Você ainda está em fase de treinamento.
Ela se sentou, cruzou os braços e revirou os olhos.  Nicholas abraçou a garota, fazendo um grande sorriso aparecer em seus lábios. Ela adorava a companhia do mesmo.
Conversaram, conversaram, conversaram. E o tempo passou. Ficou tarde, e eles deveriam voltar para casa.
- Quer que eu te leve para casa? – Nicholas sorriu se retirando do ginásio com a garota.
A garota fez um sinal de concordância com a cabeça, e logo abraçou o garoto. Ele corou logo a levou a casa.
Ao chegar ao portão, Nicholas abria a porta, e deixava a garota no tapedte da sala. Ele ia indo embora, quando ela gritou seu nome. Ele se virou, curioso. Ela acenou, e disse bem baixinhas palavras do tipo ‘eu adorei passar o dia contigo’. Ele corou, retribuiu o sorriso e foi embora. Os dois nunca mais se viram.  No mesmo dia, Nicholas fez uma viagem para um país bem distante, e ficaria bastante tempo lá. O pior, é que ele não sabia que Alyss sentia uma forte atração por ele.
Anos se passaram, e os dois se reencontraram. Alyss não acreditou no que viu. Nicholas estava com uma aliança no dedo. Ela saiu correndo, sem dar explicações. A menina sofreu ao pensar em tudo o que viveu cada minuto esperando por esse dia. Ele estava casado, e ela estava esperando-o. Ela não conseguiria viver sem seu amado. Ela então teve uma decisão horrível, onde não teria volta.
 Alyss subiu no prédio mais alto da cidade, olhou para baixo, e disse: ‘Eu te amei o tempo todo, eu te desejei, te quis e você não ligava. Não posso mais sofrer, não posso viver assim, amando quem tem compromisso com outra. A minha morte, é a prova de que nosso amor foi real. ’ Ela dizia, atacando-se de uma altura extremamete alta.
Esse era o fim de um grande amor. Ao saber de tudo, Nicholas, pois-se a chorar. Estava indignado. O Garoto sofreu par ao resto de sua vida. 

- Em um mundo sombrio e arrepiante, nascem criaturas escrotas e… – algo interrompia Alyss.

- Chega! Você não tem começos bons em redação. – dizia Nicholas, seu amigo.

- Mas o final é surpreendente.

- Concordo. – ele sorria – Continuamo sisso amanhã.

  Alyss retribuiu o sorriso forçado, logo o desmanchando. Ela queria continuar, mas Nicholas sempre a atrapalhava quando estavas escrevendo.

O Sinal bateu,  e os dois amigos sairão em direção a saida.

- Vai treinar hoje? Nicholas segurava a mão da garota, sorrindo.

- Vou. Quer ir junto?

- Claro!

Os dois seguiram em frente, chegando a um ginásio. Ele era bem diferente, havia várias caixas e era pouco movimentado.

A garota retirou seu colar de prata, que logo virou uma foice. O garoto, somente a encarava, sorrindo sarcasticamente.

Alyss saiu correndo atrás de Nicholas, que a prendeu em uma esfera de água. Eles estavam lutando.

Golpes e golpes iam se matando por completo. Até que Alyss parou, exausta.  Nichols parou na frente dela, esticando seus braços. A garota caiu em seus braços, desmaiada. Ele a colocou deitada em uma caixa, e logo se sentou ao seu lado, fazendo carinhos em seus longos cabelos castanhos.

- Você venceu hoje. – Ela dizia, fracamente.

- Você que venceu, superou a dor e resistiu em… 75 minutos.

- SÓ?!?!?! – ela dizia inconformada, faltando o ar.

- Só. Você ainda está em fase de treinamento.

Ela se sentou, cruzou os braços e revirou os olhos.  Nicholas abraçou a garota, fazendo um grande sorriso aparecer em seus lábios. Ela adorava a companhia do mesmo.

Conversaram, conversaram, conversaram. E o tempo passou. Ficou tarde, e eles deveriam voltar para casa.

- Quer que eu te leve para casa? – Nicholas sorriu se retirando do ginásio com a garota.

A garota fez um sinal de concordância com a cabeça, e logo abraçou o garoto. Ele corou logo a levou a casa.

Ao chegar ao portão, Nicholas abria a porta, e deixava a garota no tapedte da sala. Ele ia indo embora, quando ela gritou seu nome. Ele se virou, curioso. Ela acenou, e disse bem baixinhas palavras do tipo ‘eu adorei passar o dia contigo’. Ele corou, retribuiu o sorriso e foi embora. Os dois nunca mais se viram.  No mesmo dia, Nicholas fez uma viagem para um país bem distante, e ficaria bastante tempo lá. O pior, é que ele não sabia que Alyss sentia uma forte atração por ele.

Anos se passaram, e os dois se reencontraram. Alyss não acreditou no que viu. Nicholas estava com uma aliança no dedo. Ela saiu correndo, sem dar explicações. A menina sofreu ao pensar em tudo o que viveu cada minuto esperando por esse dia. Ele estava casado, e ela estava esperando-o. Ela não conseguiria viver sem seu amado. Ela então teve uma decisão horrível, onde não teria volta.

 Alyss subiu no prédio mais alto da cidade, olhou para baixo, e disse: ‘Eu te amei o tempo todo, eu te desejei, te quis e você não ligava. Não posso mais sofrer, não posso viver assim, amando quem tem compromisso com outra. A minha morte, é a prova de que nosso amor foi real. ’ Ela dizia, atacando-se de uma altura extremamete alta.

Esse era o fim de um grande amor. Ao saber de tudo, Nicholas, pois-se a chorar. Estava indignado. O Garoto sofreu par ao resto de sua vida. 



O que eu sou? Um bicho de 7 cabeças. Sou também 8, 80. Não adianta, nada consegue me descrever perfeitamente. Não há ninguém no mundo que vai me mudar. Não adianta, sempre vou errar, brigar, sorrir, chorar,… Eu não sei me comportar, me acho feia e sorrio ao ficat tímida. Jogo futebol, falo palavrão, sou ignorante, brigo muito. Eu não ligo para o que os outros dizem sobre mim, o importannte é se importar com as pessoas que te amam. Não adianta você ser o mais popular, se aqueles seus amigos não te dão valor. 

O que eu sou? Um bicho de 7 cabeças. Sou também 8, 80. Não adianta, nada consegue me descrever perfeitamente. Não há ninguém no mundo que vai me mudar. Não adianta, sempre vou errar, brigar, sorrir, chorar,… Eu não sei me comportar, me acho feia e sorrio ao ficat tímida. Jogo futebol, falo palavrão, sou ignorante, brigo muito. Eu não ligo para o que os outros dizem sobre mim, o importannte é se importar com as pessoas que te amam. Não adianta você ser o mais popular, se aqueles seus amigos não te dão valor. 



 Não é fácil conseguir me entender, muito menos conviver. Eu não gosto das atitudes de várias pessoas. mas elas dizem não me entender. Deve ser por isso que todos me abandonam, sempre que estamos bem próximos. Eles devem parar de me entender. Mas eu acostumei já, amar também é esquecer. 

 Não é fácil conseguir me entender, muito menos conviver. Eu não gosto das atitudes de várias pessoas. mas elas dizem não me entender. Deve ser por isso que todos me abandonam, sempre que estamos bem próximos. Eles devem parar de me entender. Mas eu acostumei já, amar também é esquecer.